As cassetes de áudio devem ser convertidas para CD ou MP3?


Cada formato tem as suas vantagens pelo que é uma decisão que tem mais a ver com a utilização que lhe pretender dar do que com uma escolha técnica. A saber:

  • Os CDs só comportam 80 minutos. Se a cassete que quer converter for, por exemplo, de 90 minutos, mais vale gravar em MP3 em vez de utilizar dois CDs;
  • O CD é mais \"amigo\" das aparelhagens de som uma vez que é mais provável que tenha um leitor de CD ou DVD ligado ao amplificador do que um leitor de MP3;
  • Se pretende converter as cassetes para depois as utilizar em qualquer lugar, então mais vale o formato MP3 funcionando num leitor portátil, computador ou telemóvel;
  • O MP3 bem como outros formatos comprimidos são ideais para publicação online ou para transferir pela Internet
    Se o seu conteúdo é voz (depoimentos, conversas, palestras, etc) então é conveniente o MP3 pela facilidade de localizar imediatamente qualquer parte do ficheiro num computador;
  • O custo do serviço de conversão de cassete para cd é o mesmo quer seja gravado em CD-áudio ou MP3;
  • O CD-áudio é um formato não comprimido, estéreo, com a resolução de 16 bits a 44.1 KHz;
  • O MP3 é um ficheiro comprimido ocupando um décimo do espaço do CD e tipicamente comprimido a 128, 192 ou no máximo a 320 Kbits/s. Quanto maior a compressão, menor o espaço ocupado (128 Kbits/s), e menor a qualidade sonora.

 

Voltar

Relacionados

Vic Filmaker © 2015. All Rights Reserved.